Logo Companhia das Cordas Abrir Menu

O curso de violino da Companhia das Cordas proporciona ao aluno uma formação completa incluindo consciência do instrumento (localização de notas e percepção auditiva) notação (leitura de partitura) e técnica (postura, sonoridade, articulação), sempre aplicados ao principal: um repertório estimulante adequado ao gosto e aos objetivos do aluno.

Centrado na tradição erudita, o curso também propicia a exploração de outros universos (jazz, country, brasileiro…) utilizando os vários métodos existentes e também atividades criadas especialmente para cada aluno.

Gostou? Comece agora!

Comece Agora

Professores de Violino da Companhia das Cordas


Carla Raíza

Violinista, rabequeira e educadora musical, Cá Raiza (Carla Raiza), nascida na cidade de Guarulhos- SP, iniciou seus estudos no conservatório de sua cidade, depois passou pela Universidade Livre de Musica (atual EMESP), pelo Instituto Baccareli, e pela faculdade Santa Marcelina. Durante um tempo ingressou a Orquestra Sinfônica Heliópolis, e a Orquestra Jovem de Guarulhos, como bolsista.

Nesse período conheceu Giovanni Di Ganzá, com quem iniciou uma parceria musical, parceria essa que tem gerado alguns projetos, como o grupo Trilha Trio composto por violino, violão e Contrabaixo , o Duo Raiza-Ganzá (violino e violão, viola e viola caipira), Durante esse período, só que dentro das orquestras , tocou com nomes da música brasileira como, Wagner Tiso, Antônio Nóbrega, Spok frevo, Zizi Possi, assim como grandes nomes da música erudita, como o violinista Claudio Cruz, o violinista Emanuelle Baldini, a soprano Rosana Lamosa. Passou por diversos festivais de música erudita, como Festival internacional de Santa Catarina, FEMUSC , Oficina de música de Curitiba, festival de música de Ourinhos na classe de violino popular, com o violinista Ricardo Hertz.

Atualmente segue no desenvolvimento de projetos pessoais, buscando traçar o caminho do violino, na música popular de raiz brasileira, e afro-brasileira, e também na música do oriente médio, dos projetos em andamento se destaca o “Viola minha Viola’s” que é formado por viola de arco (Cá Raiza) e viola caipira (Giovanni Di Ganzá), um outro projeto de pesquisa da música popular e erudita, brasileira com quarteto de cordas, que envolve os ritmos Brasileiros como Baião, Choro, Frevo, Samba e como se dá essa sonoridade dentro de uma formação de quarteto de cordas tradicional.

 

 

Michelle Neumann Toffolo Ayres

Estudou nos Conservatórios de Tatuí e Campinas de cello com os professores Gretchen Mueller, Zigmund Kuballa, Antonio Guerra Vicente, Marialbi Trisólio, regência com Eduardo Carvalho, Dario Sotelo, Abel Rocha, Naomi Munakata, Eduardo Fernandes, Dulce Primo, musicalização com Teca de Alencar, Renata Koury, canto com Tereza Longatto, Carol Borba.

Foi membro do Júri do Festival Gospel Católico de Sorocaba, Mapa Cultural Paulista, Carnaval de São Paulo. Participou do concurso de corais em Cantònigrós (Espanha) com o coral da UnB, obtendo o 1º lugar na Categoria Coros Folclóricos. Tocou na Orquestra Infanto-Juvenil, Jovem e de Música Popular de Tatuí, de Araçoiaba da Serra, Sorocaba, entre outras. Foi monitora do Coral do Dep. de Música da UnB. Cantou e regeu como convidada o Collegium Musicum de São Paulo.

Fundou e regeu a Orquestra do Instituto Municipal de Música de Sorocaba. Atuou como regente assistente e depois como titular da Orquestra Filarmônica Jovem da ASSEC, e da Orquestra A.P.J.. Regeu a Orquestra Sinfônica da Casa da Música de Diadema. Regeu diversos corais como das associações Monteiro Lobato e Humberto de Campos e Coral da escola Waldorf Francisco de Assis onde ministrou aulas de música e violino.

É professora dando aulas de cordas, coral, musicalização, flauta doce, violino e cello e atua como orientadora de cordas pelo método coletivo e musicalização infantil.